Pesquisar
MUDAR DE VIDA - JOSÉ MÁRIO BRANCO, VIDA E OBRA
Documentário sobre a vida e obra de José Mário Branco é apresentado pela primeira vez no Porto no dia 26 de Fevereiro, às 16h30, na Fnac Santa Catarina, com a presença dos realizadores.
Desde o Estado Novo aos dias de hoje a voz e obra de José Mário Branco resistem. Amado por uns e temido por outros, as suas canções escritas há mais de 40 anos não perderam a actualidade. Ouça-se o protesto levado ao extremo no tema F.M.I., escrito em 1979, canção maldita para os portugueses (proibida de ser emitida nas rádios por ordem expressa do autor). Seguindo os passos de  Zeca Afonso, faz deste movimento de protesto um dos marcos mais importantes na arte e cultura do século XX, quer pela sua acção quer pelo seu efeito.

Músico, compositor, poeta, actor, activista, cronista, produtor musical, José Mário Branco é o homem dos 7 ofícios. Fala-nos de música, das suas convicções, da sua geração, do Estado Novo, da guerra colonial, da sua prisão e exílio em França. O filme é o retrato de um homem que marcou o panorama artístico português e para quem a cantiga foi (sempre) uma arma. 

Filmado ao longo de 7 anos, com financiamento participativo, MUDAR DE VIDA reúne ensaios, gravações de discos, conversas, concertos serviram de ponto de partida para retratar o  artista, e depoimentos de Sérgio Godinho (cantor), Francisco Fanhais (cantor), Jean-Marie Binoche (mimo, pai da Juliette Binoche), Camané (cantor), Claude Puyalte (músico) e Ruas, Chullage, LBC e Hezbo (rappers). 

A vida muda no dia 26 de Fevereiro, às 16h30, na Fnac Santa Catarina, com a presença dos realizadores, Nelson Guerreiro e Pedro Fidalgo. 

DVD à venda nas lojas habituais
PVP: 10 €
14-02-2017