Pesquisar
Homenagem a João Bénard da Costa

No âmbito da estreia do filme JOÃO BÉNARD DA COSTA: OUTROS AMARÃO AS COISAS QUE EU AMEI, de Manuel Mozos, estendemos a homenagem a João Bénard da Costa através da reposição em sala do seu filme preferido, JOHNNY GUITAR, de Nicholas Ray, e lançaremos em simultâneo uma edição em DVD de oito filmes que integraram o programa transmitido na RTP2, NO MEU CINEMA.

"Ao que venho é a guiar-vos para imagens e memórias cá de mim, puxadas de onde tiver que ser para onde me apetecer que seja. Terei por companheiros os que já tiveram os apetecimentos ou os que passarem a ter porque apeteceram o que lhes dei a provar." disse João Bénard da Costa. 

O realizador Manuel Mozos, que desde 2002 trabalha no A.N.I.M. - Cinemateca Portuguesa, na área de identificação, preservação e restauro de cópias em película, concede-nos uma oportunidade única de provarmos estes apetecimentos daquele que foi uma figura ímpar no e para o cinema em Portugal. Depois de ter passado pelo Festival Doclisboa e pela selecção oficial do Festival de Viena e do Festival de Roterdão, o filme JOÃO BÉNARD DA COSTA: OUTROS AMARÃO AS COISAS QUE EU AMEI chega a 8 de Outubro às salas de cinema. Uma homenagem ao cinema a pretexto da extraordinária vida do director da Cinemateca Portuguesa durante 18 anos, esta é uma inusual biografia que conta a vida do homem através dos seus amores, medos e contemplações, impressas na arte da pintura, do cinema e literatura. Da pintura barroca à literatura de Borges, este é o amado diário de um homem universal.


A homenagem a João Bénard da Costa estende-se para além da estreia do filme de Manuel Mozos, através da reposição de um dos seus filmes preferidos no Cinema Ideal e no Cinema Medeia Monumental: JONNHY GUITAR de Nicholas Ray. Bénard da Costa afirmou tê-lo visto cerca de 68 vezes, entre 1957 e 1988. À pergunta "Dá para saber de cor?", respondia "Nunca se sabe o Johnny Guitar de cor. Cada vez é uma nova vez.". A partir de 15 de Outubro, haverão novas vezes para revisitar um dos westerns maiores da história do cinema, um filme no qual, segundo Truffaut, "os cowboys desmaiam e morrem com a graça das bailarinas".

No mesmo dia, chegará às lojas uma edição em DVD de oito filmes. Filmado por Margarida Gil, “No Meu Cinema” foi um programa transmitido na RTP2, no qual João Bénard da Costa fez introduções e comentários finais sobre os seus filmes preferidos. A colecção NO MEU CINEMA integrará oito desses filmes acompanhados pelos comentários de João Bénard da Costa:

​À BEIRA DO MAR AZUL, de Boris Barnet
FERAS HUMANAS, de Fritz Lang
O RIO SAGRADO, de Jean Renoir
PARA SEMPRE MOZART, de Jean-Luc Godard
PEREGRINAÇÃO EXEMPLAR, de Robert Bresson
SENTIMENTO, de Luchino Visconti
UM CASO DE VIDA OU MORTE, de Michael Powell e Emeric Pressburger
UM VERÃO DE AMOR, de Ingmar Bergman

22-09-2015