Preço: 10.00€
Especificações Técnicas

Imagem: 16x9 LB Cor

Som: Dolby Digital 5.1 | Stereo 2.0
Legendas: Português
Pesquisar
Marguerite
em dvd
um filme de Xavier Giannoli
Estreia: 22-10-2015
voltar
Com

Catherine Frot, André Marcon, Michel Fau, Christa Théret

Info
Título Original: Marguerite
Género: Drama
País: França
Duração: 127'

1921, início da década de ouro dos anos 20. Não longe de Paris.
É dia de festa no castelo de Marguerite Dumont. Ninguém sabe muito sobre esta mulher, exceto o facto de ser rica e de ter dedicado toda a vida à sua grande paixão: a música. Marguerite canta. Canta com toda a sua alma, mas terrivelmente desafinada. Marguerite tem vivido esta paixão dentro da sua concha e o público hipócrita, sempre presente para uma boa gargalhada, age como seu ela fosse a Diva que pensa ser. Quando um jovem jornalista provocador decide escrever um artigo entusiástico sobre a sua última performance, Marguerite começa a acreditar ainda mais no seu talento. Isso dar-lhe-á a coragem de que necessita para seguir o seu sonho. O filme baseia-se vagamente na vida de Florence Foster Jenkins.

Le Monde
Les Inrocks
Festivais e Prémios

Festival de Veneza - Competição Oficial

Festa do Cinema Francês - Filme de Encerramento


César - 11 nomeações (incluindo Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Actriz)

Notas da Crítica

"Giannoli trabalha habilmente os motivos de que parte, fazendo da sua Marguerite uma personagem tão ridícula quanto comovente e do seu filme tanto uma comédia como uma tragédia." - Les Inrockuptibles 


"Xavier Giannoli assina com MARGUERITE uma obra perfeita e maravilhosamente subtil." - Le Monde 


"Sem qualquer cinismo, Xavier Giannoli assina um regresso triunfante, após o fracasso de "Superstar", conseguindo produzir uma síntese madura dos seus dois melhores filmes, "Quand j'étais chanteur" (...) e "A l'origine" (...)." - Positif 


"A reconstituição de Paris nos anos 20, a sensibilidade cómica que Catherine Frot transmite e a aparente admiração do cineasta pelo destino conturbado da sua heroína fazem nascer em nós uma estranha aquietação, que nos dá vontade de gostar desta grande romântica (...)." - Première