Pesquisar
Luz Obscura
um filme de Susana de Sousa Dias
Estreia: 10-05-2018
voltar
Info
Título Original: Luz Obscura
Género: Documentário
País: Portugal
Duração: 76'
Links

Que rede familiar se esconde por detrás de um único preso político? Como dar corpo a quem desapareceu sem nunca ter tido existência histórica? Partindo de fotografias da polícia política portuguesa (1926-1974), LUZ OBSCURA procura revelar como um sistema autoritário opera na intimidade familiar, fazendo emergir, simultaneamente, zonas de recalcamento actuantes no presente.

Festivais e Prémios

Cinéma du Réel - Selecção Oficial
IndieLisboa - Selecção Oficial
Caminhos do Cinema Português - Prémio de Melhor Som
Les Rendez-Vous de l'histoire - Prémio Especial do Júri do Filme Histórico
Documenta Madrid - Menção Especial do Júri de Longas Metragens 

Notas da Crítica

Uma das mais importantes e radicais documentaristas da actualidade - Público

Um ensaio altamente sensível e belíssimo sobre a vida dos presos políticos durante a ditadura de Salazar em Portugal (1926-1974) e os efeitos devastadores que essa repressão teve sobre seus filhos. Materialmente, o filme é construído a partir de duas fontes principais: as fotografias dos prisioneiros tiradas pela Polícia de Defesa do Estado de Portugal e os depoimentos gravados dos filhos dos prisioneiros, recordando as suas experiências. Nas mãos de Sousa Dias, esta combinação formal é devastadoramente simples e eficaz, um modelo de rigor e inteligência fílmica. - Essay Fim Festival, London


 "(...) Susana de Sousa Dias parte dessas memórias pessoais para consciencializar a história colectiva de um país". Diário de Notícias ★★★ 

"Susana de Sousa Dias tem criado uma filmografia inovadora e relevante." Revista Sábado 

"Porque, na verdade, também devemos a nossa liberdade à família Pato e a tantos outros que sofreram e lutaram pela democracia" Revista Visão 

"(...) Se este filme continua o trabalho de questionamento do cinema enquanto relação entre som e imagem, e é também nesse sentido uma auto-reflexão, é como mote para a análise da própria história que Luz Obscura merece ser visto pelo público português."  À Pala de Walsh

“Luz Obscura” é um relato impressionante do quanto viver escondido causa marcas intensas (…)" Rua de Baixo