Preço: 5.00€
Especificações Técnicas

Imagem: 16x9 LB Cor

Som: Dolby Digital 5.1 / Stereo 2.0
Legendas: Português

Pesquisar
Longe dos Homens
em dvd
um filme de David Oelhoffen
Estreia: 06-08-2015
voltar
Com

Viggo Mortensen e Reta Kateb

Info
Título Original: Loin des Hommes
Género: Drama
País: França
Duração: 101'
Links

Argélia, 1954. Enquanto a revolta ribomba no vale, dois homens muito diferentes, reunidos por um mundo em convulsão, são obrigados a fugir em conjunto pelas montanhas do Atlas. 
A meio de um inverno gelado, Daru, o professor solitário, tem de escoltar Mohamed, um aldeão acusado de homicídio. Perseguidos por homens a cavalo que procuram justiça sumária e colonos vingativos, os dois homens decidem enfrentar o desconhecido. Juntos, lutam para obter a sua liberdade.

Le Monde
Cahiers du Cinema
Les Inrocks
Time Out London
Festivais e Prémios

Festival de Veneza - Prémio SIGNIS
Festival de Veneza - Prémio Interfilm

Festival de Veneza - Prémio Arca CinemaGiovani

Festival de Toronto - Selecção Oficial

Notas da Crítica

"LONGE DOS HOMENS descarna a narrativa, fica-lhe só com o osso, e esse "osso" é universal: um território não dominado, quase selvagem." - Público


"Fiel, não à letra, mas ao espírito de Albert Camus, do qual adapta um conto, L’hôte, o cineasta dirige os actores com uma delicadeza rara." - Télérama


"É, simplesmente, um grande western tradicional: a língua e os detalhes culturais podem ser diferentes, mas a elegância esparsa e os dilemas morais são familiares e tão sugestivos como sempre (…). LONGE DOS HOMENS é, de forma discreta, um filme grandioso e belo." - Indiewire


"O que faz com que funcione é a eficiência solene com que o realizador David Oelhoffen conta a história e a intensidade silenciosa dos dois protagonistas: a ternura rude do olhar de Mortensen contrapõe-se bem ao comportamento conflituante de Kateb." - New York Magazine


Camus estabelece o rumo inicial do filme, mas Oelhoffen leva-o firmemente a bom porto com contexto político, análise histórica retrospectiva, um imperativo moral inequívoco e um par de interpretações bem emparelhadas. Dito de outra forma, apropria-se da história. - New York Times