Pesquisar
Chevalier
um filme de Athina Rachel Tsangari
Estreia: 07-07-2016
voltar
Com

 Giannis DrakopoulosKostas FilippoglouYiorgos Kendros

Info
Título Original: Chevalier
Género: Comédia
País: Grécia
Duração: 99'
Links

Um filme de amigos sem os amigos.


Em pleno mar Egeu, num iate de luxo, seis homens, numa viagem de pesca, decidem jogar um jogo. Durante o jogo, comparar-se-ão coisas. Medir-se-ão coisas. Estraçalhar-se-ão canções e testar-se-á sangue. Amigos tornar-se-ão rivais e rivais ficarão famintos. Mas, no final da viagem, quando o jogo tiver acabado, o homem que vencer será o melhor homem. E ostentará, no mindinho, o anel com timbre vitorioso: o “Chevalier”.

Festivais e Prémios

Festival de Toronto – Selecção Oficial

Festival de Locarno – Selecção Oficial

Festival de Londres – Prémio Melhor Filme

IndieLisboa – Selecção Oficial

Notas da Crítica

Um filme mediterrânico, solar, em constante vai-vem entre o interior e o exterior, a natureza e a civilização, que se refugia no abstracto surrealista para acompanhar uma “experiência laboratorial - Público


Uma inteligente comédia de género - Diário de Notícias


Um ensaio em forma de brilhante comédia sobre a condição masculina - Jornal i


Em CHEVALIER, a tão-esperada terceira longa-metragem de Athina Rachel Tsangari (a grega capaz de realizar múltiplas tarefas), competições para aferir a masculinidade – em todos os sentidos imagináveis da expressão – são levadas a extremos indecentemente literais. Marcadamente diferente do inovador ATTENBERG (2010), em termos de enfoque e temperatura sentimental, esta comédia, empenhadamente impassível, de costumes e de homens a comportarem-se de forma estranha ostenta uma vaidade contida, aparentemente pronta para um absurdo sem restrições. – Variety


O que lhe interessa é o comportamento cada vez mais absurdo – e, portanto, para os espectadores, cada vez mais hilariante – dos competidores: até que ponto estão dispostos a embaraçar-se para ganhar e como a sua noção de equidade se torna cada vez mais desequilibrada quando ficam com a ideia de poderem estar a perder. – Hollywood Reporter


Um tema excitante, engraçado, inteligente, impertinente e pertinente: uma preciosidade.– Télérama


Uma viagem imperdoável à mente do homem moderno. – Cineuropa